empresa
Alstom confirma construção de fábrica de aerogeradores na Bahia clique para voltar
18/12/2009

A Alstom confirma nesta sexta-feira, 18 de dezembro, a construção de uma fábrica de aerogeradores no país. A empresa assina um protocolo de intenções com o governo da Bahia para a implementação do empreendimento. A Alstom receberá incentivos do estado como isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, além de infraestrutura, como acesso ao porto de Aratu, energia elétrica e água. O local da fábrica não foi escolhido ainda, mas ficará ou na proximidade do porto ou do complexo industrial de Camaçari, segundo apurou a Agência CanalEnergia.

O anúncio acontece na mesma semana em que o leilão de eólicas fechou contratação de 753 MWmed de 71 empreendimentos, a um preço médio de R$ 148,39 por MWh. O plano da empresa havia sido comentado durante o II Fórum ABEEólica/CanalEnergia - Competitividade e Formação de Preços para o Leilão de Energia, ocorrido em outubro. Com isso, a Alstom concretiza a intenção de nacionalizar a produção. Isso é considerado importante pelos agentes, já que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social não financia produtos importados. O nível mínimo de componentes nacionais é de 60% para o enquadramento no Finame, linha de financiamento para aquisição e produção de equipamentos.

Os investimentos previstos estão na casa dos R$ 50 milhões e a geração de empregos deve chegar a 150 postos diretos e 750, indiretos. A Alstom pretende produzir aerogeradores com capacidade entre 1,67 MW e 3 MW. As negociações entre o governo do estado e a empresa foram iniciadas em março com a apresentação do projeto ao governador Jaques Wagner. Participam da cerimônia, a ser realizada no Convento do Carmo, além do governador, o presidente da Alstom, Phillipe Delleur; e o secretário da Indústria, Comércio e Mineração, James Correia.

Canal Energia

 
 
   
RGB Comunicação - Agência de Internet e Produtora de Vídeo