empresa
Abinee: setor elétrico e eletrônico continua dando sinais de recuperação clique para voltar
17/12/2009

Ao analisar o trinômio vendas/encomendas, empregos e estoques, além da expectativa das empresas com o mercado interno, a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica concluiu que o setor continua dando sinais de recuperação no mês de novembro. Enquanto aumentou significativamente o número de empresas cujas vendas cresceram em novembro deste ano na comparação com igual período do ano passado, houve ligeira melhora deste indicador quando comparado com o mês anterior.

Além disso, segundo a Abinee, permaneceu a tendência de crescimento do número de empregados, e os estoques, tanto de matérias-primas como de produtos acabados, também tenderam à normalidade. Para 54% das empresas consultadas, as vendas/encomendas cresceram em relação ao igual mês do ano passado. Este foi o maior percentual do ano, que pelo segundo mês consecutivo, ultrapassou o número de empresas que identificaram quedas nas vendas.
Ao comparar com o mês imediatamente anterior, nota-se um aumento do percentual de empresas que indicaram estabilidade, atingindo 43%. Verifica-se também, de acordo com a associação, a redução para 18% do total de entrevistados que relatou retração nas vendas. Outro indicador favorável foi a queda no total de empresas que informaram que as vendas ficaram abaixo das expectativas (37%).

Quanto ao nível de emprego, nota-se o aumento no total de empresas que identificaram crescimento do número de funcionários do setor. Este resultado vem aumentando nos últimos meses, atingindo 32% em novembro, e registrando o melhor resultado desde setembro do ano passado, período em que ocorreu o agravamento da crise econômica mundial. Verifica-se também que o percentual de empresas que está demitindo reduziu de 32% em março de 2009, para 10% em novembro do mesmo ano.

Ainda em novembro, as exportações contribuíram muito pouco, de acordo com a Abinee, com a atividade do setor, cujo resultado está dependendo muito mais das vendas no mercado interno. Naquele mês, 49% das empresas indicaram que as exportações caíram na comparação com idêntico mês de 2008, e cresceram apenas para 18% das pesquisadas. As exportações de produtos elétricos e eletrônicos recuaram 28% no período de janeiro a outubro de 2009 em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo dados da Balança Comercial de Produtos do Setor.

Para dezembro desse ano, 62% das empresas entrevistadas esperam crescimento das vendas em relação a dezembro do ano passado. Ao comparar com o mês anterior, este percentual é mais modesto (29%), sendo que 37% esperam estabilidade. Ainda segundo a Abinee, mesmo apresentando resultados mais favoráveis nestes últimos meses, 62% das empresas indicaram perspectivas de queda nas vendas no ano de 2009 em relação a 2008, uma vez que a retomada dos negócios não será suficiente para reverter o quadro. Para 2010, o quadro é diferente, com 87% das empresas apontando expectativas de crescimento em relação a 2009. Apenas 3% esperam queda no ano que vem.

Canal Energia

 
 
   
RGB Comunicação - Agência de Internet e Produtora de Vídeo